Parece estar a navegar neste site usando o Internet Explorer 6. Este navegador está desatualizado.
Para uma pesquisa mais segura e fiável recomenda-se efetuar o upgrade do seu navegador para um destes navegadores:

Firefox / Safari / Opera / Chrome / Internet Explorer 8+

Função Importação de Metadados (MIF)

Suportada pelo DS-7000 e DS-3500 a partir da versão 1.10 de firmware.

A Interface xml (por ex. HL7) para o seu dispositivo de ditado móvel

1 Introdução

Muitos utilizadores de gravadores de voz profissionais precisam de anexar um caso ou paciente específico num determinado ficheiro de ditado. A inserção do link só pode ser realizada via ID únicos, geralmente filas longas de dígitos (4212341235453).

Tendo em conta que é muito inconveniente inserir manualmente números de ID longos, a Olympus inventou a função Importação de Metadados.

Antigamente era comum utilizar um leitor de código de barras no ID (paciente) com o ficheiro de ditado. Agora tem apenas de escolher o seu paciente, caso ou cliente e fica mapeado. Os ditados nunca foram tão precisos, fáceis, rápidos e eficientes em termos de custos.

2 Quais são os benefícios?

Para os autores:

  • Acabaram as introduções longas com a indicação do nome, idade, sexo e data de nascimento do paciente no início de cada ditado.
  • Seleção rápida do paciente antes de iniciar o ditado.
  • Não requer o volumoso e dispendioso leitor de código de barras.
  • Opção de verificar alguns dados durante o processo.

Para todas as pessoas na sua organização:

  • Fim dos erros ou mal entendidos graças ao mapeamento do caso ou do paciente no seu ditado.
  • Grande estabilidade do processo.
  • Fácil integração em sistemas de TI existentes (por ex. HIS, PACS, RIS, CRM, ERP etc.).
  • Criação rápida de documentos graças ao elevado nível de automação.

Para os seus clientes:

  • Satisfação elevada graças aos processos rápidos e fiáveis.

3 Perguntas e respostas

Q1 – É compatível com HL7?

Sim, o sistema do administrador responsável tem apenas de garantir que a exportação de dados via HL7 segue a estrutura do ficheiro demogra.xml.

Q2 – Quanto tempo demora a navegar pelas centenas de conjuntos de dados no meu gravador de voz?

É muito rápido porque consegue encontrar facilmente a entrada desejada através da função de filtro. Basta inserir os primeiros caracteres do que está à procura.

Q3 – O meu DS-7000 suporta o atributo MIF?

Sim, este atributo é suportado por qualquer DS-7000 ou DS-3500, se tiver a versão 1.10 ou superior do firmware.

Q4 – Como é que os dados entram no dispositivo?

Automaticamente*, sempre que o dispositivo está ligado à rede do ditado, ou manualmente fazendo cópia do ficheiro deomgra.xml para a pasta \SYSTEM do dispositivo. A importação automática deve ser suportada pelo seu software de ditado.

* Deve ser suportado pelo software em particular que utiliza.

Sujeito a alterações no design e na tecnologia sem aviso prévio.