Parece estar a navegar neste site usando o Internet Explorer 6. Este navegador está desatualizado.
Para uma pesquisa mais segura e fiável recomenda-se efetuar o upgrade do seu navegador para um destes navegadores:

Firefox / Safari / Opera / Chrome / Internet Explorer 8+

Cidade e Viagens

2020 tem sido um ano incomparável devido à pandemia global de COVID-19 e às restrições que enfrentámos e continuamos a enfrentar.  Como sempre gostei de fotografar espaço urbanos, adoro o desafio de tirar fotografias em espaços movimentados por todo o mundo, aguardando pelo momento para captar a cena sem pessoas. 

Quando me abordaram para fotografar com a E-M10 Mark IV, mal podia esperar, porque implicava um conjunto de desafios único.  Anteriormente, eu podia deambular pelas cidades durante horas, à espera de que uma cena se desenvolvesse ou de um momento singular para ter um estranho no enquadramento para efeitos de perspetiva.  Nas condições atuais, tive de adaptar a minha abordagem à fotografia, manter o distanciamento social e apenas disparar durante um prazo muito limitado.

Como trabalhadora essencial para o NHS (Serviço Nacional de Saúde britânico), ainda tinha de viajar até Londres para o trabalho enquanto o resto da cidade estava em confinamento. Costumava caminhar até casa do trabalho, aproveitando para fazer o meu exercício diário e desanuviar a cabeça. Sentia que era importante registar a forma como a vida tinha subitamente mudado e tentar encontrar um sentido para tudo.

Nos últimos anos, tive a sorte de poder viajar pelo mundo, e posso dizer sem hesitação que a série E-M10 tem sido a minha companheira mais fiável.  A E-M10 Mark IV não foi diferente, com o punho redesenhado tornando imediatamente a câmara mais confortável na minha mão.  Quando tudo à nossa volta parece estar num constante e imprevisível fluxo, ter a familiaridade da E-M10 Mark IV para fotografar foi uma distração bem-vinda.

No passado, cometi o erro de viajar mais de 160 quilómetros para visitar um edifício para fotografar, só para descobrir não tinha carregado a bateria da minha câmara! Aprendi com esse erro. No entanto, é agora possível carregar a câmara com um carregador portátil.  É menos uma coisa para me preocupar quando viajo com a minha câmara, e achei-o um complemento útil.

Tirar fotografias sempre foi excitante e reconfortante para mim.  Descobri que a série E-M10 e as objetivas são fiáveis e produzem imagens de qualidade sem me atrasarem.  Sempre que saio para tirar fotografias, gosto de viajar o mais leve possível, e a E-M10 Mark IV é perfeita para alguém como eu, sempre em movimento.

Autor e Fotógrafo: Martina Govindraj

Todas as imagens captadas com o seguinte equipamento