Parece estar a navegar neste site usando o Internet Explorer 6. Este navegador está desatualizado.
Para uma pesquisa mais segura e fiável recomenda-se efetuar o upgrade do seu navegador para um destes navegadores:

Firefox / Safari / Opera / Chrome / Internet Explorer 8+

Cidade e Viagens

Desde 2003, quando pela primeira vez peguei numa câmara Olympus, eu nem sonhava que viagem iria ser. Altos, baixos, mudanças de estilo, mudanças na minha compreensão do que é a fotografia, muitas jogadas erradas e às vezes boas. Uma coisa nunca mudou... Olympus.
A princípio fiquei curioso, depois disso fui atraído pelas pessoas da Olympus sempre prontas para ajudar, e agora com a qualidade do equipamento que nunca me falhou.

O meu estilo é documentário/jornal, mas também gosto de passear pelo mundo da fotografia surreal e abstrata. Gosto de fotografar concertos, atuações, casamentos, paisagens e paisagens urbanas. Onde quer que não tenha de influenciar a cena à minha frente. Gosto de momentos e eventos espontâneos.
Por causa do meu estilo fotográfico, por vezes entro no estilo bokeh. Eu gosto de bokeh, mas quando tiro fotos eu não penso nele, apenas tento obter a velocidade do obturador mais rápida e o ISO e F-stop mais pequeno possíveis. O bokeh é apenas um produto. Naturalmente, a diferença na distância ao assunto é muito importante para o bokeh. Quando se trata do bokeh, gosto de fotografar à noite com um fundo luminoso, como lâmpadas de rua.




Eu praticamente fotografo pessoas em festas, concertos, casamentos, etc. Por isso tenho sempre de lidar com condições de baixa luminosidade.
Recentemente, fiquei encalhado com 17mm, o que é ótimo para paisagens/paisagens urbanas. as 25mm e 45mm servem para pessoas, fotografia urbana e, obviamente, situações de fraca luminosidade. Fiquei positivamente surpreendido com a nitidez, a focagem rápida, o bonito bokeh suave e a velocidade dessas objetivas.

Não sou muito técnico, por isso não consigo fazer revisões profundas, mas detalhes surpreendentes quando fotografo e uma excelente qualidade é algo que me faz sorrir. Ultimamente, tenho recebido pedidos de dicas para estas objetivas. Como eu disse, não há nenhuma dica, exceto pegar nelas e usá-las, é impossível falhar. Estou a falar a sério, do meu ponto de vista e para as minhas necessidades fotográficas, estas objetivas são fantásticas.

Autor e Fotógrafo: Silvijo Selman

Todas as imagens captadas com o seguinte equipamento